Comprar notebooks nos Estados Unidos.

Já que os notebooks nos Estados Unidos são consideravelmente mais baratos do que no Brasil, é natural que muitas pessoas fiquem tentadas a comprar notebooks diretamente de vendedores nos EUA.

Vale a pena? Se valer, como proceder?

Abaixo, alguns comentários sobre os procedimentos legais para importação de notebooks.

O primeiro ponto a notar é que o regime de importação para pessoas físicas é diferente do regime para pessoas jurídicas (empresas). Uma pessoa física provavelmente pagará mais do que uma pessoa jurídica (como as que vendem pela internet) para comprar um mesmo notebook.

  • Uma empresa compra em geral lotes grandes, paga frete e seguro (quanto maior o lote, menor o custo do frete e seguro por máquina), paga os impostos no desembaraço aduaneiro e a partir daí vende a mercadoria como se fosse brasileira. Os impostos pagos pelas empresas são o IPI (alíquota ao redor de 15%, ver tabela do IPI), II (Imposto de Importação, alíquota ao redor de 10%, ver Tarifa Externa Comum) e o ICMS (depende de cada Estado; em São Paulo, para operações iniciadas no Exterior, a alíquota é 18%); a recente MP do Bem isentou desktops e notebooks abaixo de determinado valor de pagar PIS e Cofins.

É possível estimar, levando os valores acima em conta, que uma importadora e revendedora de notebooks possa colocar uma máquina importada no Brasil por algo como 60% acima do preço pago no mercado americano (preço de atacado, mais baixo do que o preço ao consumidor); cabe ressaltar ainda que no mais das vezes os produtos vendidos por essas revendedoras são modelos mais antigos ou mesmo refurbished, o que contribui para baixar seus preços.

É claro que a importadora vai adicionar aos preços seus custos administrativos e sua margem de lucro; ainda assim, os preços de importadoras geralmente são competitivos.

  • Para uma pessoa física, o processo de importação é mais complicado.

Em primeiro lugar: a maioria dos fabricantes não faz entregas no Brasil. Visite, por exemplo, as lojas on-line da Sony e da Dell e perceba que, na página de check-out, apenas Estados americanos podem ser escolhidos como local de entrega.

Como contornar isso? Existem diversas empresas que se especializam em atuar como intermediárias entre vendedores americanos e compradores brasileiros (e que se intitulam ‘importadoras’).

Alguns exemplos são a Notes-USA.com (o site saiu do ar depois da publicação desse post), fastimports e LanBoxUSA. Veja que elas não compram nem vendem notebooks; elas tão somente ‘emprestam’ seu endereço americano e remetem o notebook para o Brasil; o comprador brasileiro é responsável pelo pagamento de impostos e pelo acionamento da garantia, se necessário (além, é claro, de pagar pelos serviços da empresa). Provavelmente a mais transparente dessas empresas é a MercadoDireto; no link ‘Calculadora de Custos‘, a empresa permite que se estime, com clareza, quanto deve ser pago de serviços e impostos para uma remessa. Note que o custo do frete (geralmente por um courier como FedEx ou DHL, que incluem o custo do seguro no preço final cobrado) é considerável, por se tratar de uma encomenda individual.

Chegando ao Brasil, a máquina passa pelo desembaraço aduaneiro. Se o produto custar menos de US$3.000, aplica-se o Regime de Tributação Simplificada. Por esse regime, a tributação é “60% (sessenta por cento) sobre o valor dos bens constante da fatura comercial, acrescido dos custos de transporte e do seguro relativo ao transporte, se não tiverem sido incluídos no preço da mercadoria”.

Essa alíquota refere-se apenas aos tributos federais, aos quais há ainda que se adicionar o ICMS, pago aos Estados; para São Paulo, como mencionado acima, a alíquota é 18%. Entretanto, é importante observar que a alíquota do ICM incide sobre o preço do produto, mais os tributos federais e mais o próprio ICMS; isso, na prática, significa que o valor pago a título de ICMS será mais de 30% do preço do produto.

Quando for utilizado serviço de courier para entrega, a empresa paga os tributos antecipadamente às Receitas Federal e Estadual, e cobra posteriormente os valores do cliente (é possível também evitar os couriers e fazer a importação via serviço postal público). Um documento chamado Declaração Simplificada de Importação demonstra que os tributos foram pagos, e passa a ser a prova de legalidade da compra do notebook. Para valores acima de US$ 3.000, o Regime Simplificado não se aplica, e sim o regime comum de importação (a pessoa física paga os mesmos tributos que uma pessoa jurídica).

Isso significa que um comprador brasileiro terá que pagar, além do preço do notebook: uns 90% de tributos (federais e estaduais); frete; serviço da ‘importadora’. Além disso, se tiver que utilizar a garantia, se houver extravio do produto, etc, terá que contactar ou a importadora ou o fabricante, ambos nos Estados Unidos.

Vale a pena importar diretamente? Cabe a cada um avaliar sua situação e decidir.

Leia também: trazendo um notebook na bagagem.

Pesquisa personalizada

25 Responses to “Comprar notebooks nos Estados Unidos.”

  1. Opa, só pra avisar que o site Notes-USA.com já voltou ao ar.

    Ótimo Blog!

  2. fgefdvx

  3. Eu soube que uma empresa aqui do Brasil que fazia a importação de notebooks no Paraguay, lá desmontava os notebooks e importava para o brasil como peças (importando as peças paga menos imposto que importar o notebook inteiro) e depois montava de novo aqui no Brasil para vender.

  4. esse site notes-usa é de confiança,? posso comprar por ele

  5. estou perguntando pq estou qrendo comprar um.
    mas n sei q marca comprar? poderiam me dar uma ajuda, dell, hp, sony… ql é melhor?

  6. Encontrei tambem outra empresa intermediaria nos Estados unidos, é shipito.com. Acho que tem precos interesantes e eles ajudam tambem com problemas de cartao de credito internacional.

  7. Thiago, moro no estado de New Jersey, e dois meses atras comprei um HP, nunca gostei de laptops, mas resolvi arriscar,, cara, foi o melhor investimento que poderia ter feito, nao so paguei pela marca, mas tambem pela qualidade, se quer saber qual realmente comprar, eu diria HP(HP Pavilion dv4-1435dx). Qualquer coisa, entre em contato,, um abraco

  8. olá gostaria de saber qual é o melhor notebook, sony vaio ou hp pavilion??? por favor me respondam…..

  9. bem eu vou para os eua e quero comprar o hp pavilion mais gostaria de saber quanto custa em reais !!!!

  10. meu nome e Eunice

    meu nome e eunice coelho tenho um filho de 7anos corre um processo na justiça, em segredo de justiça estou tomando todas as providencias cabiveis que esta em meu alcance, preciso de ajuda para pagar advogados para encontrar meu filho,peço novamente segredo absoluto,preciso pagar agencias de detetive particular,peço sigilo. me ajudem rg 19 214 389 x conta 201 704 9 Unibanco caçapava brasil rua estados unidos 185 jardim caçapava cpv brazil cep12286 010.qualquer duvida falem so comigo. obrigada.

  11. Jaime Walter on May 19th, 2010 at 8:41 pm

    Comprei um Vaio em NYC e chegando em casa coloquei meu moden Claro 3G, que rodou o programa normalmente. Ao acionar a opção “conectar” vem sempre a mensagem “dispositivo não encontrado”… e ??????????
    Alguém sabe me informar o que está acontecendo? Agradeço!

  12. Oi estou querendo comprar na notes-usa.com queria apenas saber se são de confiança.
    bollanhos @ g mail. com

  13. Só um comentário, compro a mais de 6 anos com a notes-usa e se o site deles saiu do ar, foi por acaso justamente quando vc tentou acessar, me sinto no dever de postar que o pessoal sempre esteve e está online, sempre me manteve bem informado de todo o processo até a chegada da encomenda, além disso tem endereço, telefone e firma registrada na flórida a mais de 10 anos, e lá a coisa é diferente bro, pilantra nao fica com firma aberta dando tombo. Abraço

  14. Amigo,

    gostaria de comprar um macbook air nos EUA, porem achei MUITO complicado esse modo de comprar de pessoa fisica que vc mencionou.
    Posso comprar, ai na volta ao Brasil dar uma desfarçada, jogar a caixa fora, colar uns adesivos só pra fingir que eu ja tinha comprado no Brasil? conheço alguns que ja fizeram isso. É tranquilo? Abraço.

  15. ola,
    Eu vou para EUA e quero comprar um notbook, se eu declarar na ida um notbook velho que eu tenho, mas não esta funcionando e chegando la eu jogar fora e comprar um da mesma marca, sera que consigo livrar este da cota ? alguem ja fez isso ? sera que da certo? claro que quero comprar um mais avançado do que o antigo, será que eles vão verificar todos os dados tecnicos do not?

  16. Eu gostaria de saber se alguêm conhece uma empresa seria da china que possamos importar algums notebooks apple mac-pro, favor contactar-me pelo e-mail ou msn millermacielfranca@hotmail.com
    Obrigado á todos
    Miller

  17. Opa — eu jah comprei no Muzambo – http://www.muzambo.com.br . Eles oferecem um sistema que vc ja paga o imposto no ato da compra. Recebi o produto direto na minha casa com darf preenchido e pago. Comprei um macbook air logo qdo saiu. o preco eh bem mais baixo do que no submarino

  18. Só não se esqueça que computadores da HP e Sony comprados nos EUA não tem assistência no Brasil.

  19. Olha, existe um site de vendas aqui no Brasil que vende notebooks por um preço bem mais acessível importando diretamente dos EUA, eu comprei um note de games SAGER e deu tudo certo sem nenhum problema, veio embaladinho na caixa e tudo mais! Existe ainda uma enorme quantidade de opções com variados preços, deêm um olhada: microway.com.br

  20. adesivos para notebook…

    [...]Comprar notebooks nos Estados Unidos.[...]…

  21. oi porraaaaaaaa oi carai

  22. Rejestracja Firmy…

    [...]Comprar notebooks nos Estados Unidos.[...]…

  23. Dachy…

    [...]Comprar notebooks nos Estados Unidos.[...]…

  24. Hi there, I enjoy reading all of your article. I like to
    write a little comment to support you.

  25. Yes! Finally someone writes about Implementierung Video.

Leave a Reply