Notebooks Site

Roubos e furtos de notebooks

«Notebooks
«Dicas sobre Notebooks

Existem duas categorias de cuidados a serem tomados no que se refere a roubos e furtos de notebooks: segurança física (proteção das máquinas) e segurança lógica (proteção dos dados).

Proteção das máquinas.

Por ser um produto de pequenas dimensões e de alto valor, os notebooks são frequentemente alvos de roubos e furtos (ademais, estatísticas nos Estados Unidos mostram que um bom número de notebooks é simplesmente esquecido - executivos apressados e táxis formam uma combinação particularmente perigosa).

Algumas precauções:
Evite expor desnecessariamente o notebook (especialmente se ele for do tipo ultra-moderno, ultra-leve e ultra-caro). É realmente necessário ler emails enquanto se almoça no shopping?
As tradicionais maletas de notebook são chamarizes para ladrões, além de serem facilmente furtáveis. Considere utilizar um dos vários modelos de mochilas para notebooks hoje existentes no mercado, que além de serem mais discretas permitem um porte mais seguro.
Em casa ou no escritório, utilize cadeados e cabos para prender a máquina a um ponto fixo (ou um móvel muito pesado). A maioria dos notebooks vem com uma abertura específica para introdução de um cabo de aço fino, que é amarrado com um cadeado.
Identifique o notebook. Coloque seu nome e o nome da empresa em parte visível da máquina; quanto mais permanente a identificação, melhor (por exemplo, gravar identificação em baixo-relevo).
Quando em trânsito, evite ao máximo perder contato visual com a máquina.
Bastam alguns segundos de desatenção (sejam eles induzidos ou não por malfeitores) para surgir a oportunidade de furto (e os ladrões sabem disso muito bem). Situações que podem causar distração são, por exemplo, idas ao banheiro, chamadas em telefones públicos, pagamento da conta do cafezinho.
Se você viaja frequentemente para os Estados Unidos e Europa, lembre-se de que, por conta das recentes normas de segurança, as autoridades podem exigir que você abra e ligue o notebook na presença deles. É conveniente saber orientá-los sobre como abrir e ligar a máquina (para evitar que causem danos) e ter uma bateria carregada; além, é claro, de ter a documentação fiscal e aduaneira em ordem.
Utilize programas de rastreamento. Alguns programas como ztrace e computrace fazem com que, ao ser conectada à internet, a máquina se comunique automaticamente com uma central e denuncie sua localização.
Esse programa é particularmente útil quando a máquina é furtada por funcionários de empresa (ou seja, que já tinham acesso à máquina); estatísticas mostram que boa parte dos furtos encaixa-se nesse grupo.
É possível fazer seguro da máquina, similares aos seguros de carros. Veja, por exemplo, essa página da Porto Seguro.

Proteção dos dados.

Uma máquina roubada quase sempre pode ser substituída; os dados armazenados na máquina, entretanto, podem ser irrecuperáveis ou insubstituíveis (ou o custo da recuperação ou substituição pode ser muito alto). Imagine, por exemplo, um médico que armazenou a única cópia do exame de seus pacientes no laptop; ou um engenheiro que carrega meses de projetos no hard disk de sua máquina portátil.
Outra situação que pode ocorrer é aquela em que os dados armazenados são confidenciais, e a quebra da privacidade pode ser mais custosa do que o preço da máquina. É o caso, por exemplo, de uma máquina que contenha planos estratégicos de uma empresa; ou, ainda, servidores públicos que armazenem informações sigilosas (juízes, promotores, auditores, etc).

Algumas precauções úteis:
Crie contas de usuários e proteja-as com senhas.
Criptografe os seus dados confidenciais.
Se o sistema operacional for Windows XP, essa operação é simples: .
Uma ferramenta útil (e gratuita) para qualquer situação é a PGP (Pretty Good Privacy); requer um pouco de estudo, mas fornece uma criptografia altamente segura.
Tenha uma cópia de segurança (backup) de seus dados mais importantes.
Com a popularização dos gravadores de DVD, o backup é bastante simples: basta copiar os dados e colá-los no drive do CD/DVD ROM (observação: no Windows XP, a gravação é feita em duas etapas: primeiro deve-se informar os arquivos a serem gravados, e a seguir se confirma a ação 'Gravar Arquivos Temporários').
Outra opção é gravar os dados em um flash card e, quando possível, transferi-los para uma mídia permanente (CD ou DVD).
Atenção: note que, ao copiar e colar os arquivos no flash card ou no DVD ROM, os dados são automaticamente decriptografados.

Volta ao topo