Notebooks Site

Notebooks Sony

«Notebooks

Sony
Site: Sony.

Leia o blog para as últimas novidades sobre Notebooks Sony.

Modelos de Notebooks Sony vendidos no Brasil

»Vaio SZ T7300
»Vaio CR T7250

A Sony é uma empresa multinacional com sede em Tóquio, no Japão. O grupo Sony tem cinco sub-divisões: eletrônicos (incluindo computadores, notebooks e chips), jogos, entretenimento (incluindo filmes e músicas), finanças e outros; em 2006, o faturamento global do grupo foi de US$ 64 bilhões.

Em 1945, na Tóquio destruída pela guerra, o japonês Masaru Ibuka abriu uma loja para conserto de rádios. Em 1946, ele se associou a Akio Morita (que investiu US$ 500 na empreitada) e ambos criaram a Tokyo Tsushin Kogyo K.K., ou Tokyo Engenharia e Comunicações.
Na década de 1950, Ibuka foi aos Estados Unidos e convenceu a Bell a licenciar o transistor para a Tokyo K.K. A empresa de Ibuka e Morita foi a primeira a produzir rádios comerciais à base de transístores, que foram exportados para a Europa e Estados Unidos; de 1955 a 1958, graças sobretudo à explosão do rock-and-roll nos Estados Unidos, o número de rádios vendidos saltou de 100 mil para 5 milhões de unidades, e a Tokyo K.K. era a líder de mercado.
Com o sucesso, Ibuka e Morita se defrontaram com um problema: encontrar um nome ocidentalizado para a empresa. Sony foi escolhido pela semelhança com a palavra latina Sonus, da qual derivou a palavra Som, foco do negócio da empresa. A Sony foi a primeira empresa japonesa a ter seu nome escrito en caracteres ocidentais, em lugar dos tradicionais kanji japoneses.

A conjugação do talento técnico de Ibuka e do tino empresarial de Morita tornou a Sony uma das maiores empresas do mundo.
Dos laboratórios de pesquisa da Sony saíram o padrão Trinitron de TV em cores, o vídeo-cassete (o padrão Betamax, entretanto, apesar de superior ao VHS da JVC, não conseguiu preponderar), o walkman, o CD, os floppy disks, o discman, o Playstation. Mais recentemente, a Sony tem lançado padrões para a indústria de som, imagem e armazenamento de dados (como os padrões MiniDisc, Hi-MD e Blu-ray).
Para conhecer (e posteriormente conquistar) o mercado americano, Morita mudou-se com sua família para os Estados Unidos, aprendeu inglês e adotou hábitos americanos, tornando-se uma espécie de embaixador econômico. No final dos anos 90, a Sony deu mostras inequívocas de seu sucesso ao comprar alguns ícones da cultura americana, como a gravadora de discos CBS, o estúdio de Hollywood Columbia Pictures (atualmente Sony Pictures Entertainment) e o edifício da AT&T (atualmente, Sony Plaza), em Nova York.



Volta ao topo